Newsletter

Mostra Sesc de Cinema promove sessões gratuitas no Estado

31 de outubro de 2017

No mês de novembro, a Mostra Sesc de Cinema chega ao Rio Grande do Sul, percorrendo os municípios de Porto Alegre, Alegrete, Uruguaiana, Canoas e Bento Gonçalves. Os filmes são resultado do edital nacional lançado em 2016, que obteve 1250 inscritos e resultou em 34 obras, sendo 8 longas e 26 curtas metragens selecionados. As películas serão exibidas com entrada franca. Na Capital, a mostra ocorre entre os dias 13 e 30 de novembro, na Sala Redenção da UFRGS (Rua Luis Englert, s/nº). O projeto tem como propósito apresentar um panorama da produção audiovisual brasileira, convidado à reflexão de temas relevantes e trazendo contribuições para nosso desenvolvimento individual e coletivo. Mais informações podem ser obtidas no site www.sesc.com.br/portal/site/mostradecinema.  

Entre os temas das obras que serão exibidas, estão questões de gênero, sexualidade, afetividade, psique, problemas urbanos, memórias, arte e infância. A partir destas temáticas, as exibições são divididas nos programas “Das dores da alma e do corpo”“Dos afetos”“Das questões urbanas”“Dos processos criativos e dos artistas” “Do universo infanto-juvenil”. A Mostra Sesc de Cinema convida ao público para fazer essa imersão nessa produção audiovisual ampliada do país, composta por diversos estados, que certamente possibilitará nos conhecermos, se reconhecermos, refletir e ampliar nossos olhares.

Em Porto Alegre, a Mostra Sesc de Cinema é realizada em parceria com a Sala Redenção da UFRGS. Confira abaixo a programação completa.

Sobre o Arte Sesc – Cultura por toda parte – Criado pelo Sistema Fecomércio-RS em 2007, o programa reúne todas as atividades culturais desenvolvidas pelo Sesc no Rio Grande do Sul, entre teatro, música, artes plásticas, literatura e cinema. Além de promover uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Arte Sesc busca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional, orientadas por três eixos: transversalidade, diversidade e acessibilidade.

Mostra Sesc de Cinema – Rio Grande do Sul

13 a 30 de novembro
Entrada franca

PORTO ALEGRE – 13 a 30/11/2017

Local: Sala Redenção – Cinema Universitário da UFRGS – Rua Luis Englert, s/n

O Estacionamento + Ruby + Filhos Da Lua Na Terra Do Sol + Carnavalha
13 de novembro | segunda-feira | 19h
14 de novembro | Terça-feira | 16h

Tropykaos
14 de novembro | Terça-feira | 19h
15 de novembro | quarta-feira | 16h

O Cacto + Hotel Cidade Alta + Enzo + Ilha
15 de novembro | quarta-feira | 19h
16 de novembro | quinta-feira | 16h

Em 97 Era Assim
16 de novembro | quinta-feira | 19h
17 de novembro | sexta-feira | 16h

O Último Retrato + Estado Itinerante + Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor + Rosinha
17 de novembro | sexta-feira | 19h
20 de novembro | segunda-feira | 16h

A Batalha de São Brás + Catadores de Histórias
20 de novembro | segunda-feira | 19h
21 de novembro | terça-feira | 16h

Homens e Caranguejos + Limpam com Fogo
21 de novembro | terça-feira | 19h
22 de novembro | quarta-feira | 16h

Orquestra Invisível Let’s Dance + Central
23 de novembro | quinta-feira | 16h
24 de novembro | sexta-feira | 19h

Pedaços de Pássaros + Levino + Solon + Banho de Cavalo
23 de novembro | quinta-feira | 19h
24 de novembro | sexta-feira | 16h

Cores e Flores Para Tita
27 de novembro | segunda-feira | 16h
28 de novembro | terça-feira | 19h

A Dama do Rasqueado
27 de novembro | segunda-feira | 19h
28 de novembro | terça-feira | 16h

Matéria de Composição
29 de novembro | quarta-feira | 16h
30 de novembro | quinta-feira | 19h

Astrogildo e a Aeronave + O Melhor Som do Mundo + O Menino do Dente de Ouro + O Chá do General + Meu Tio Que Me Disse + Lipe, Vovô e o Monstro + Parque Pesadelo
30 de novembro | quinta-feira | 16h

ALEGRETE – 11 a 18/11/17

Homens e Caranguejos + Ilha + Enzo + O Estacionamento + Hotel Cidade Alta + Ruby
11 de novembro | sábado | 17h
Local: Ponto de Cultura Coletivo Multicultural de Alegrete (Barros Cassal, 2160)
Debatedores: Paulo Amaral (Licenciado em História. Especialista em Filosofia e Sociologia e Mestrando em Educação/UFSM) Pedro do Amaral (Licenciado em Letras. Mestre no Ensino de Línguas / UNIPAMPA) e Leila Betim (Produtora Cultural e Acadêmica de Letras / UNIPAMPA)

Filhos da Lua Na Terra do Sol + Rosinha + Orquestra Invisível Let’s Dance + Levino
13 de novembro | Segunda | 14h30
Local: Sesc (Andradas, 71)
Debatedoras: Iara Kulman ( Administradora e Facilitadora do Grupo Maturidade Ativa de Alegrete) e Patricia Lopes (Administradora. Especialista em Gestão Empresarial e Subgerente do Sesc Alegrete)

Central
13 de novembro | Segunda | 19h30
Local: Auditório da URCAMP (Praça Getúlio Vargas, sn)
Debatedoras: Maira Marques (Mestra e Ciências Criminais e Professora de Processo Penal URCAMP) e Thiago da Silva (Mestre em Direitos Humanos e Professor da URCAMP)
Moderação: Paulo Amaral (Licenciado em História. Especialista em Filosofia e Sociologia e Mestrando em Educação/UFSM)

Em 97 Era Assim
14 de novembro | Terça | 08h
Local: Salão de Atos Maria Amorin (IEOA)

Astrogildo e a Aeronave + O Melhor Som do Mundo + O Menino do Dente de Ouro + O Chá do General + Meu Tio Que Me Disse + Lipe, Vovô e o Monstro + Parque Pesadelo
14 de novembro | Terça | 14h30
Local: Salão de Atos Maria Amorin (IEOA)

Limpam com Fogo
15 de novembro | quarta-feira | 17h
Debatedores: Luiz Felipe Schervenski Pereira (Mestre em Educação e Doutor em História/ UNISINOS) e Bolivar Marini ( Mestre em Ciências Sociais / UFSM)
Local: Ponto de Cultura Coletivo Multicultural de Alegrete (Barros Cassal, 2160)

Cores e Flores Para Tita
16 de novembro | Quinta | 19h30
Debatedoras: Martha Narvaz ( Psicóloga e Doutora em Psicologia pela UFRGS. Pesquisadora na área de gênero, sexualidade e violência. Professora Adjunta da UERGS), Ana Lúcia Vargas (Pedagoga. Especialista em Educação Infantil e Anos Iniciais. Especialista em Educação de Jovens e Adultos e Gestão Educacional e Mestranda em Políticas Públicas /UFSM)
Local: UERGS (Rua Brigadeiro Olivério, 276))

Carnavalha + Estado Itinerante + Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor + Rosinha + Solon
17 de novembro | sexta -feira | 19h30
Debate com o Coletivo Feminista Maria Baderna
Local: Escola Dr. Romário Araújo de Oliveira (Alonso de Medeiros)

A Dama do Rasqueado
17 de novembro | Sexta | 14h30
Debatedoras: Gabriela Toledo Marçal (Assessora Administrativa da Diretoria de Cultura do Município) e Nehite Brandolt de Oliveira (Cantora)
Local: Sesc (Andradas, 71) – Alegrete

URUGUAIANA – 09 a 30/11/17

O Estacionamento + Ruby + Filhos da Lua na Terra Do Sol + Carnavalha
09 de novembro | Quinta-feira | 15h
13 de novembro | Segunda-feira | 19h

Tropykaos
13 de novembro | segunda-feira | 15h
14 de novembro | Terça-feira | 19h

O Cacto + Hotel Cidade Alta + Enzo + Ilha
16 de novembro | quinta-feira | 15h
17 de novembro | sexta-feira | 19h

Em 97 Era Assim
16 de novembro | quinta-feira | 19h
17 de novembro | sexta-feira | 15h

O Último Retrato + O Último Retrato + Estado Itinerante + Ainda Não Lhe Fiz Uma Canção de Amor + Rosinha
20 de novembro | segunda-feira | 15h
21 de novembro | terça-feira | 19h

A Batalha de São Brás + Catadores de Histórias
20 de novembro | segunda-feira | 19h
21 de novembro | terça-feira | 15h

Homens e Caranguejos + Limpam Com Fogo
22 de novembro | quarta-feira | 15h
23 de novembro | quinta-feira | 19h

Orquestra Invisível Let’s Dance + Central
22 de novembro | quarta-feira | 19h
23 de novembro | quinta-feira | 15h

Pedaços De Pássaros + Levino + Solon + Banho De Cavalo
24 de novembro | sexta-feira | 15h
27 de novembro | segunda-feira | 19h

Cores e Flores para Tita
24 de novembro | sexta-feira | 19h
27 de novembro | segunda-feira | 15h

A Dama do Rasqueado
28 de novembro | terça-feira | 15h
29 de novembro | quarta-feira | 19h

Matéria de Composição
28 de novembro | terça-feira | 19h
29 de novembro | quarta-feira | 15h

Astrogildo e a Aeronave + O Melhor Som do Mundo + O Menino do Dente de Ouro + O Chá do General + Meu Tio Que Me Disse + Lipe, Vovô e o Monstro + Parque Pesadelo
30 de novembro | quinta-feira | 15h/19h

CANOAS – 29/11 a 01/12/17

Local: Teatro do Sesc Canoas 

Ruby + O estacionamento + Filhos da lua na terra do sol + O cacto + Hotel Cidade Alta + Enzo
29 de novembro | quarta-feira | 14h

Em 97 era assim
29 de novembro | quarta-feira | 19h30

Lipe, o vovô e o monstro + Astrogildo e a astronave + Meu tio que me disse + Parque Pesadelo
30 de novembro | quinta-feira | 14h

Central + Debate com Tatiana Sager e Renato Dornelles
30 de novembro | quinta-feira | 19h30

O melhor som do mundo + O menino do dente de ouro + O chá do general
1º de dezembro | sexta-feira | 14h

A batalha de São Brás + Orquestra Invisível Let’s Dance
1º de dezembro | sexta-feira | 19h30

BENTO GONÇALVES

Local: Teatro Sesc Bento Gonçalves – Av. Cândido Costa, 88, Centro

Em 98 Era Assim
8 de novembro | quarta-feira | 18h30

Sinopses:

PROGRAMA DAS DORES DA ALMA E DO CORPO

O ESTACIONAMENTO
Dir. Willian Bagioli | Ficção | 2016 | 16’30min  | Curitiba (PR)
Jean é um imigrante haitiano que vem para o Brasil. Para sobreviver, ele arruma emprego em um estacionamento de carros e passa a viver lá. Jean descobrirá que essa rotina pode ser enlouquecedora.

RUBY
Dir. Luciano Scherer, Guilherme Soster e Jorge Loureiro | Ficção | 2015 | 17’30 min | Porto Alegre, (RS) Ruby é um artista “outsider” que vive sozinho em uma casa próxima à praia.

FILHOS DA LUA NA TERRA DO SOL
Dir. Danielle Bertolini | Documentário | 2016 | 15’36 min | Cuiabá (MT)
Filhos da Lua na Terra do Sol trata de forma poética a relação entre pessoas albinas e o sol de Cuiabá, considerada uma das cidades mais quentes do Brasil.

CARNAVALHA
Dir. Áurea Maranhão e Ramusyo Brasil | Ficção | 2016 | 16 min | São Luís (MA)
Carnavalha é um filme que mostra a preparação e a trajetória de uma menina que é perseguida por um estrangulador num dia de carnaval.

TROPYKAOS
Dir. Daniel Lisboa | Ficção | 2015 | 82min | Manaus (BA)
Tropykaos é realismo caótico. Guima, um jovem poeta, tenta interagir com a cidade, fazer parte dela, mas parece. Não ter corpo para isso. É o verão mais caloroso dos últimos 50 anos e os raios “ultraviolentos” estão por toda parte. O Sol é a metáfora maior de um sistema violento que adormece e agride a todos. A sociedade, a família, amigos e amores se deformam com o calor. Guima parece despertado, parece o primeiro a sentir os malefícios da exposição a “Ultraviolência Solar”. Na beira do que pode ser o último dos carnavais, Guima enfrenta a cidade e a si mesmo buscando a iluminação no trópico caótico. “Melhor filme na mostra transições na 16ª Mostra de Cinema de Tiradentes – MG “.

O CACTO
Dir. Arnaldo Barreto | Ficção | 2016 | 16’44 min | Manaus (AM)
CACTO. Planta com aparência rude. Demanda menos atenção e cuidado que outros tipos de plantas. Se adaptam muito bem a ambientes internos. Seus espinhos tem a função de protegê-lo contra possíveis predadores. Não parece, mas se trata de uma planta bastante sensível.

HOTEL CIDADE ALTA
Dir. Vitor Graize | Ficção | 2016 | 25’30 min | Vitória (ES)
Três homens se encontram em um antigo hotel abandonado. Nesse edifício aparentemente sem vida, eles buscam construir uma nova história. Suas vozes se misturam ao ruído das ruas.

ENZO
Dir. Daniel Duarte | Ficção | 2016 | 17’33 min | Anápolis (GO)
Enzo tem problemas após a morte de sua mãe. Seu irmão mais velho tem que segurar a barra, enquanto o garoto luta para saber o que é ou não real.

ILHA
Dir. Ismael Moura | Ficção | 2014 | 14’35 min | Cuité (PB)
Em meio ao isolamento, pai e filho vivem presos em suas próprias correntes, tornando seus o mundo em uma ilha interior.

PROGRAMA DOS AFETOS

EM 97 ERA ASSIM
Dir. Zeca Brito| Ficcão | 2016 | 90 min | Porto Alegre (RS)
No ano de 1997, quatro amigos iniciam um tempo de descobertas. Eles vivem o auge da adolescência e seus hormônios começam a falar mais alto. Sob o ponto de vista de Renato, um tímido garoto de 15 anos, somos levados para este universo. Junto aos amigos, Moreira, Alemão e Pilha, ele se depara com as primeiras dúvidas e anseios da juventude. E a principal delas é perder a virgindade. A solução encontrada é recorrer a uma profissional, mas, para isso, precisam de dinheiro. Enquanto encaram os deveres escolares e os primeiros grandes amores, os quatro tentam conseguir a verba para cumprirem seu objetivo e entrarem de vez na vida adulta. Nessa jornada, vão descobrir algo que não se ensina nos livros do colégio nem nas revistas masculinas: o valor da verdadeira amizade.

O ÚLTIMO RETRATO
Dir. Arthur Tuoto | Ficção | 2016 | 15’25 min | Curitiba (PR)
Amanda precisa lidar com a ausência de Pedro.

ESTADO ITINERANTE
Dir. Ana Carolina Soares | Ficção | 2014 | 25 min | Belo Horizonte (MG)
Vivi quer escapar de uma relação opressora. Em período de experiência como cobradora de ônibus, ela trabalha desejando não voltar para casa. A semana passa rápido,entre as paradas no ponto final e o itinerário os encontros com outras cobradoras fortalecem a mulher trabalhadora e seu desejo de fuga. Logo é final de semana e o centro de Belo Horizonte já não parece tão longe do bairro Boa Vista.

AINDA NÃO LHE FIZ UMA CANÇÃO DE AMOR
Dir. Henrique Arruda | Ficção | 2015 | 15’51 min | Natal (RN)
Greg e Alessandro estão no quarto, se olhando. O sentimento de culpa e nostalgia daquele momento até pode marcar para sempre a vida dos dois, mas é apenas uma passagem para permitir que o amor caminhe livremente entre eles.

ROSINHA
Dir. Gui Campos| Ficção | 2016 | 14’51 min | Brasília (DF)
No alvorecer da existência, uma rosa desabrocha ao receber as carícias dos últimos raios do sol. Um filme sobre amor e sexualidade na terceira idade, e a luta para sobrepujar as convenções sociais.

PROGRAMA DAS QUESTÕES URBANAS

A BATALHA DE SÃO BRÁS
Dir. Adrianna Oliveira | Documentário | 2016 | 27’06 min | Belém (PA)
Mercado de São Bráz, Belém, Pará, Norte do Brasil. Durante o dia, o espaço é uma feira em um prédio histórico abandonado, construído em uma época de grande riqueza na cidade. Mas nos sábados à noite, o lugar se transforma em uma das manifestações do hip-hop: a Batalha de MC’s. Jovens da periferia da cidade se reúnem para saber quem é o melhor MC da noite.

CATADORES DE HISTÓRIAS
Dir. Tania Quaresma | Documentário | 2016 | 76 min | Brasília (DF)
O filme mostra o cotidiano de Catadoras e Catadores de materiais recicláveis, que tiram seu sustento do que a sociedade descarta e chama de “lixo”. Partindo do “lixão da estrutural”, maior “lixão a céu aberto da América Latina”, que fica em Brasília, a 18 quilômetros do Palácio do Planalto, o documentário desvenda a multifacetada realidade dessas (es) profissionais que, apesar das condições sub-humanas de trabalho, conseguem dar exemplo de união, dignidade, solidariedade e cidadania. Filmado principalmente em Brasília, o longa metragem traz também imagens de outras regiões do Brasil, compondo um painel que ajuda a entender o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, editado em 2011 e o Movimento Nacional de Catadores de Materiais Recicláveis – MNCR.

HOMENS E CARANGUEJOS
Dir. Paulo de Andrade | Ficção | 2016 | 25 min | Recife (PE)
Josué está apenas começando a abrir os olhos para o espetáculo multiforme da vida e o que ele encontra é um mar de miséria. Ao seu redor, uma paisagem peculiar formada por lama, caranguejos e seres anfíbios, habitantes da terra e da água, meio homens e meio bichos. Seres humanos que se fazem irmãos de leite dos caranguejos.

LIMPAM COM FOGO
Dir. César Vieira, Conrado Ferrato e Rafael Crespo | Documentário | 2014 | 84’33 min | São Paulo (SP)
“Limpam com Fogo” joga luz sobre o problema dos incêndios de favelas em São Paulo. Entre pesquisadores e políticos, que apontam soluções e complicações, o filme apresenta as histórias das vítimas, que mostram como a cidade pode ser cruel com seus moradores menos privilegiados. O documentário conta com entrevistas reveladoras sobre a relação dos incêndios com a especulação imobiliária, trazendo depoimentos do prefeito Fernando Haddad (2013-2016), do jornalista Leonardo Sakamoto, de urbanistas de renome como Nabil Bonduki, Ermínia Maricato e Ana Paula Bruno, do líder do MTST, Guilherme Boulos, além de outras autoridades, como os vereadores que participaram da polêmica CPI dos incêndios no ano de 2012.

ORQUESTRA INVISÍVEL LET’S DANCE
Dir. Alice Riff | Documentário | 2016 | 19’55 min | São Paulo (SP)
A história de seu Osvaldo, o primeiro DJ do Brasil.

CENTRAL  
Dir. Tatiana Sager | Documentário | 2016 | 86’30 min | Porto Alegre (RS)
Notícia constante nas mídias nacional e internacional, o Presídio Central de Porto Alegre é o tema do documentário Central. No filme, dirigido por Tatiana Sager e co-dirigido por Renato Dornelles, representantes do Poder Judiciário, do Ministério Público e pesquisadores analisam a situação crítica da prisão, considerada a pior do país pela CPI do Sistema Carcerário, da Câmara dos Deputados, em 2008, e alvo de denúncias de violações dos direitos humanos feitas à Organização dos Estados Americanos (OEA), em 2013. Policiais militares, familiares e, principalmente, presos, falam sobre o cotidiano da cadeia, descrevendo graves problemas como a superlotação. Imagens inéditas mostram o interior das galerias, onde os guardas não entram, e os próprios presidiários, organizados em facções, detêm o comando.

PROGRAMA DOS PROCESSOS CRIATIVOS E DOS ARTISTAS

PEDAÇOS DE PASSÁROS
Dir. Andrei Miralha e Marcilio Costa | Ficção | 2015 | 13’12 min | Ananindeua (PA)
O pássaro como metáfora das relações do homem no mundo contemporâneo. Fragmentos, pedaços da vida cotidiana abordados poeticamente. “Pedaços de pássaros”.

LEVINO
Dir. David Alves e Gui Campos | Documentário | 2016 | 21’38 min | Brasília (DF)
Levino de Alcântara regeu e ensinou música por mais de 70 anos. Aos 91 anos de idade, ele revisita suas histórias e revela seus sonhos para o futuro.

SOLON
Dir. Clarissa Campolina | Ficção | 2016 | 16’22 min | Belo Horizonte (MG)
Uma fábula sobre o surgimento do mundo, apresentado a partir do encontro de uma paisagem devastada e uma criatura misteriosa. Solon habita o espaço extremamente árido e infértil. Aos poucos, ela se destaca da paisagem, aprende a se movimentar e explorar seu corpo. Verte água por suas extremidades e inicia sua missão de regar e nutrir a terra. A paisagem se altera e a própria personagem também. Nasce o mundo. Nasce a mulher.

BANHO DE CAVALO
Dir. Michele Saraiva e Francis Madson | Ficção | 2016 | 5’48 min | Porto Velho (RO)
Banho de Cavalo é sucessão de micronarrativas poéticas sobre uma árvore (Castanheira), uma Amazônia, corpos e sujeitos como invenções de determinados pensamentos hiperbolizado da região.

CORES E FLORES PARA TITA
Dir. Susan Kalik | Documentário | 2016 | 92 min | Salvador (BA)
Ao documentar a foto-ativista, Andréa Magnoni, na construção de uma exposição em homenagem ao seu tio Renato “Tita”, homem trans morto em 1973, o filme aborda a Transgeneridade através dos fatos sobre o tio, que ela traz à tona: sua real identidade de gênero, um provável estupro, e as consequências que o levaram ao suicídio aos 15 anos. Construindo um diálogo entre o vilipêndio vivenciado por ele, há mais de 40 anos, e a luta contra a transfobia nos dias atuais, o filme traz à luz depoimentos de pessoas trans que foram fotografadas para a composição da exposição fotográfica homônima, realizada por Magnoni em maio de 2016. São quatro mulheres trans/travestis e quatro homens trans em diferentes idades e vivências, em depoimentos sobre suas conquistas, suas dores, descobertas e, principalmente, sua militância e a coragem de lutar para serem respeitados por serem quem são.

A DAMA DO RASQUEADO
Dir. Marinete Pinheiro | Documentário | 2017 | 75 min | Campo Grande (MS)
A trajetória da cantora Delinha, que juntamente com Délio criaram o gênero rasqueado no antigo Mato Grosso, seguindo a vida artística cantando somente músicas autorais aos 80 em MS anos é a cantora com a maior discografia da história.

MATÉRIA DE COMPOSIÇÃO
Dir. Pedro Aspahan | Documentário | 2013 | 82 min | Belo Horizonte (MG)
Documentário sobre o processo de criação da composição musical contemporânea na relação com o cinema. Entregamos um mesmo vídeo ensaio a três compositores: Guilherme Antônio Ferreira, Teodomiro Goulart e Oiliam Lanna, e encomendamos deles uma peça musical que dialogasse com o vídeo. Dois anos depois, após acompanhar todo o processo, da composição aos ensaios, concerto, gravação e mixagem das músicas, chegamos a este filme.

PROGRAMA DO UNIVERSO INFANTOJUVENIL

ASTROGILDO E A AERONAVE
Dir. Edson Bastos | Ficção | 2016 | 13’30 min | Ipiaú (BA)
Astrogildo anuncia para jornalistas do mundo inteiro que o seu mais novo invento, uma Astronave que liga o homem à Deus, vai voar dentro de um dia. Com a ajuda de Finício, um menino que sonha em conhecer seu pai, que foi para o céu com a ajuda de um avião, Astrogildo terá de enfrentar seus medos para conseguir voar.

O MELHOR SOM DO MUNDO
Dir. Pedro Paulo de Andrade | Ficção | 2015 | 18 min | São Paulo (SP)
Vinicius não coleciona figurinhas, nem carrinhos, nem gibis. Ele coleciona sons. Mas será possível encontrar o melhor som do mundo?

O MENINO DO DENTE DE OURO
Dir. Rodrigo Sena | Ficção | 2014 | 14’41 min | Natal (RN)
Na ida para o colégio, Wesley, 12 anos, acaba se envolvendo em uma trama perigosa e lucrativa. Abordando o limiar da inocência de uma criança e o despertar para a juventude, o curta-metragem apresenta atalhos e oportunidades na vida de um jovem de periferia.

O CHÁ DO GENERAL
Dir. Bob Yang | Ficção | 2016 | 22 min | São Paulo (SP)
Um general aposentado chinês recebe a visita inesperada de seu neto.

MEU TIO QUE ME DISSE
Dir. Vanusa Angelita Ferlin | Ficção | 2015 | 10 min | Florianópolis (SC)
Tatiana é uma menina muito curiosa e está intrigada com o fato de toda a cidade estar eufórica com a data de Natal. Numa manhã de dezembro, sua mãe se depara com a pergunta que ela um dia teria a certeza que viria: Papai Noel existe mesmo? A partir da resposta da mãe, a “pergunta” vai ao quintal brincar com os amigos dela, que respondem com muita imaginação.

LIPE, VOVÔ E O MONSTRO
Dir. Felipe Steffens e Carlos Mateus| Ficção | 2016 | 8’48 min | Porto Alegre (RS)
Um menino vai passar o final de semana no sítio dos avós. Durante uma pescaria, ele conhece um segredo de seu avô, e acaba fazendo uma nova e inusitada amizade. Este filme foi realizado em conjunto com os alunos do 2º ano da escola municipal de ensino fundamental Vereador Antônio Giudice, em Porto Alegre.

PARQUE PESADELO
Dir. Aly Muritiba, Francisco Gusso e Pedro Giongo | Ficção | 2015 | 13’30 min | Curitiba (PR)
As flores brancas nas costas do menino começaram a escurecer. Na guerra para salvar as lendas Jurupari está prestes a desaparecer.