Newsletter

Sesc/RS recebe o Prêmio Eva Sopher da Fundação Theatro São Pedro

17 de dezembro de 2018

Foto: Adriana Marchiori

Na última sexta-feira (14/12), o Sesc/RS recebeu o Prêmio Eva Sopher, realizado pela primeira vez pela Fundação Theatro São Pedro. A premiação reconheceu outras duas organizações, além de quatro personalidades, por colaborarem significativamente para a promoção da cultura em suas diferentes expressões. A cerimônia ocorreu no Memorial Theatro São Pedro e marca o encerramento das comemorações dos 160 anos da instituição, além de representar mais uma homenagem à Eva Sopher, falecida em fevereiro deste ano. Nesta primeira edição, os agraciados com o prêmio foram: Carlos Jorge Appel, Maria Helena Lopes, Luciano Alabarse, e Gilberto Schwartzmann. As organizações que receberam o troféu foram: Câmara Riograndense do Livro, Serviço Social do Comércio do RS (Sesc/RS) e Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). 

SOBRE OS VENCEDORES DO PRÊMIO EVA SOPHER

PESSOAS FÍSICAS

Carlos Jorge Appel é escritor, professor de Literatura e crítico literário, especialista em literatura latino-americana e sul-rio-grandense. Em 1957, licenciou-se em Letras Neolatinas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). É um dos fundadores da Editora Movimento que, ao longo da sua história, publicou importantes nomes da literatura gaúcha. Foi o primeiro secretário da Cultura no Estado, no ano de instalação dessa secretaria, além de ser um dos responsáveis pela criação da Casa de Cultura Mário Quintana.

Gilberto Schwartsmann é médico oncologista. Atualmente, presidente da Fundação Bienal de Artes Visuais do Mercosul, instituição de direito privado, sem fins lucrativos, que tem como missão desenvolver projetos culturais e educacionais na área de artes visuais, adotando as melhores práticas de gestão e favorecendo o diálogo entre as propostas artísticas contemporâneas e a comunidade. A Fundação é responsável pela realização da Bienal do Mercosul, um dos mais importantes eventos das artes na América Latina, que ocorre em Porto Alegre desde 1997. A edição mais recente foi realizada em abril deste ano, trazendo obras de mais de 70 artistas sobre a ligação entre América, Europa e África.

Luciano Alabarse é diretor teatral desde os anos 1970. Foi um dos fundadores do Grêmio Dramático Açores, grupo de teatro amador vinculado ao Teatro de Arena. Em 1991, assume a Coordenação de Artes Cênicas da Secretaria Municipal da Cultura de Porto Alegre, sendo responsável por inúmeros projetos que movimentam a cena porto-alegrense. Em 1994, cria o Porto Alegre Em Cena, um dos mais importantes festivais de artes cênicas da América Latina. Além disso, foi Diretor da Usina do Gasômetro e Secretário da Cultura de Canoas. Atualmente, é Secretário Municipal da Cultura de Porto Alegre.

Maria Helena Lopes: É diretora de teatro e iniciou sua carreira como bailarina. Lecionou as disciplinas de expressão corporal, improvisação, interpretação e direção no Instituto de Artes, no Departamento de Artes Dramáticas, na Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS. Em 1981, criou o Grupo Tear, com a intenção de produzir espetáculos com base na investigação de linguagens e estilos de interpretação. Atualmente, reside em Porto Alegre e trabalha com oficinas e projetos de criação.

ORGANIZAÇÕES

Câmara Rio-Grandense do Livro: Sociedade civil sem fins lucrativos, que tem por finalidade unir entidades e empresas que trabalham pelo livro, promovendo sua defesa e seu fomento, a difusão do gosto pela leitura, a formação de leitores e o fortalecimento do setor livreiro. A entidade conta com mais de uma centena de associados, entre editores, livreiros, distribuidores e outras instituições que se dedicam à produção, à comercialização e à difusão do livro, todas com sede ou filial no Rio Grande do Sul. Um dos grandes projetos da entidade é a realização da Feira do Livro de Porto Alegre, uma das mais antigas do Brasil e considerada a maior do gênero a céu aberto da América Latina.

PUCRS: A Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, fundada em 1948, está entre as mais tradicionais instituições de ensino superior do Brasil. Em seu núcleo de extensão, encontra-se o Instituto de Cultura da PUCRS, que contempla as iniciativas ligadas ao desenvolvimento sociocultural da comunidade acadêmica dentro e fora do Campus. O Instituto é responsável pela gestão do Delfos – Espaço de Documentação e Memória Cultura da PUCRS, pelo Coral da PUCRS e, mais recentemente, pela Rua da Cultura, inaugurada em junho deste ano, que abriga espaço para apresentações musicais e teatrais, projeções de filmes, aulas abertas, foodtrucks, exposições de arte e feiras de livros, entre outras atividades socioculturais.

Sesc/RS: Com 72 anos de atuação no Brasil e no Rio Grande do Sul, a Instituição pertencente ao Sistema Fecomércio-RS realiza ações em 100% dos municípios gaúchos, promovendo o bem-estar social de trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e de toda a comunidade. Todas as 497 cidades gaúchas recebem atividades sistemáticas em áreas como a saúde, esporte, lazer, cultura, cidadania, turismo e educação. Na área da cultura, além de proporcionar uma intensa troca de experiências e ampliar o acesso à produção artística, o Sesc/RS busca ser reconhecido como promotor de ações culturais no Estado, sendo elas não só apresentações artísticas, mas também de caráter formativo e educacional. Desde 2016, a instituição é parceira do Theatro São Pedro na realização do festival Gestos Contemporâneos, que tem como objetivo fomentar e valorizar à produção local de dança contemporânea, trazendo espetáculos, oficinas e palestras.