Newsletter

Musical “Elza” e outros espetáculos de destaque nacional no 14º Festival Palco Giratório Sesc/POA

9 de maio de 2019

Foto: Leo Aversa

Evento segue até 25 de maio e conta com 49 espetáculos e ingressos a partir de R$ 15

 

O segundo final de semana do 14º Festival Palco Giratório Sesc/POA traz a Porto Alegre uma programação diversificada com música, espetáculos de reconhecimento nacional e atividades gratuitas. O grande destaque é o premiado musical “Elza”, dirigido por Duda Maia, que vem pela primeira vez a Capital. A atração ocorre em três sessões, dias 10 e 11 de maio, no Theatro São Pedro. O trabalho retrata a biografia de uma das mais brilhantes intérpretes da música brasileira: Elza Soares. Os ingressos podem ser adquiridos nas Unidades do Sesc/RS e no site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio por valores entre R$ 20 e R$ 40.

Também com direção da carioca Duda Maia, “Contos Partidos de Amor” será apresentado no Teatro Sesc Centro nos dias 09 e 10/05. Voltado para o público infanto-juvenil, conta a história de quatro personagens que revelam ao público suas verdades sobre as relações humanas, através de diálogos bem-humorados, dança e música. O rompimento da barragem de rejeitos e minérios de Fundão, em Mariana (MG), com cerca de 55 bilhões de litros de lama espessa também será trazido para o Festival. “Hotel Mariana”, nos dias 11 e 12/05, também é um dos destaques, trazendo os depoimentos de sobreviventes da tragédia, de pessoas que perderam tudo ou quase tudo o que tinham, ao palco da Sala Álvaro Moreyra. Os ingressos podem ser adquiridos nas Unidades do Sesc/RS e no site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio por valores entre R$ 15 e R$ 30.

A programação do Festival também contempla atividades e abertas ao público. É o caso de “Clownbaré”, que acontece no dia 11/05, a partir das 22h, no Saguão do Centro Municipal de Cultura. O trio de palhaças do Cabaré das Rachas (DF) convida palhaças, artistas de circo, da poesia, das culturas populares e de rua para uma empreitada político-afetiva do humor e da palhaçaria de mulher. Ainda no domingo (12/05), acontece o espetáculo “Aquelas – uma dieta para caber no mundo”, que traz a história de Maria de Bil), assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”, transformada em mártir, é até hoje ícone de devoção do povo da região. A peça que debate o feminicídio será apresentada às 19h, no Teatro Sesc Centro.

O Festival acontece até 25 de maio e conta com 49 espetáculos diferentes e 84 sessões artísticas durante 23 dias, entre teatro, dança, circo, artes visuais e diversas ações formativas, como oficinas, seminário, encontros e bate-papos. Com valores acessíveis, a partir de R$ 15, os ingressos podem ser obtidos em qualquer Unidade Sesc do Estado ou pelo site www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio. O Festival traz a Porto Alegre 48 grupos, entre coletivos e artistas locais e oriundos de 14 estados brasileiros, parte também integrante do 22º Circuito Nacional Palco Giratório. Confira abaixo a programação completa.

INGRESSOS Os ingressos estão à venda em todas as Unidades Sesc do Estado e também online em www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio. Com o intuito de promover o acesso à cultura, o evento oferece ingressos com valores a partir de R$ 15, além de atividades gratuitas. Para pessoas que possuem o Cartão Sesc/Senac nas categorias Comércio e Serviços e Empresários, o ingresso é R$ 15 e R$ 30 para público em geral. O espetáculo “Elza” tem valores diferenciados, entre R$ 20 e R$ 40.

            INTERCÂMBIO E CONEXÕESAlém de fomentador da cena cultural, o Festival Palco Giratório Sesc/POA também já possui tradição na formação de plateia e, cada vez mais, promoção de ações que convidem o público à reflexão mais profunda sobre os temas abordados, o fazer artísticos e o universo cênico. Desta forma, diversas iniciativas visam essa aproximação, como o tradicional “Discutindo a Cena”, momento em que atores dialogam com o público sobre o trabalho apresentado. O Seminário Palco Giratório é marcado nesta edição pelo tema Encontros Estéticos: Corpos em Aliança e Redes Festivas, e acontece de 20 a 24 de maio. A programação formativa conta ainda com espaços de “Encontros e Diálogos”, “Conversas”, “Mediações”. Confira mais informações sobre inscrições em www.sesc-rs.com.br/palcogiratorio.

            PONTO DE ENCONTROUma das novidades desta edição é o Ponto de Encontro, espaço de conexões, trocas e confraternização entre público, produção, artistas, técnicos e todos que se envolvem nesta cena cultural. Na ocasião, um DJ estará apresentando um repertório variado para receber o público do Festival, artistas, técnicos e agentes culturais. As ações serão aos sábados (04, 11, 18 e 25/05) após os espetáculos no Centro Municipal de Cultura (Teatro Renascença e Sala Álvaro Moreyra).

PROGRAMAÇÃO

Chapeuzinho Vermelho

Projeto Gompa / RS

 

Datas: 09/05

Local: Teatro Renascença

Horário: 19h

 

Teatro para a infância e juventude

Recomendação etária: a partir dos 7 anos

Duração: 50min

 

Sinopse: Com linguagem híbrida, que mescla teatro, dança e música, o espetáculo dirigido por Camila Bauer é uma experiência que encanta crianças e adultos de diferentes maneiras com uma proposta de distintas camadas de percepção, dependendo do repertório de quem assiste à montagem. O texto inédito no Brasil é de Joël Pommerat, um dos mais importantes dramaturgos franceses da contemporaneidade, reconhecido por suas narrativas líricas e instigantes para públicos adultos e/ou infantis, que nesta obra traz à tona uma espécie de “iniciação ao medo”, como o autor mesmo define, em que a criança se depara com os riscos e, ao mesmo tempo, o fascínio pelo desconhecido representado pela estrada – ou, metaforicamente, a própria passagem da vida infantil à adulta.

 

Ficha técnica:

Texto: Joël Pommerat

Tradução: Giovana Soar

Direção: Camila Bauer

Elenco: Fabiane Severo, Guilherme Ferrêra, Henrique Gonçalves e Laura Hickmann

Direção coreográfica: Carlota Albuquerque

Composição e desenho sonoro: Álvaro Rosa Costa

Preparação vocal: Luciana Kiefer

Cenografia: Élcio Rossini

Figurino: Daniel Lion

Iluminação: Thais Andrade

Maquiagem: Luana Zinn

Criação e confecção de máscara: Diego Steffani

Criação e confecção de gobos: Pedro Lunaris

Identidade visual: Jéssica Barbosa

Psicólogos colaboradores: Sahaj, Camila Noguez e Pedro Lunaris

 

R.A.L.E. (Realidade Apropriada Libera Evidência)

Direção Jessé Batista / AL

* Espetáculo do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc

Data: 09/05

Local: Sala Álvaro Moreyra

Horário: 21h

 

Dança

Recomendação etária: 10 anos

Duração: 35min

 

Sinopse: O espetáculo é um corpo preado por um sentido político que desfavorece um terço da imensa população brasileira, não é a questão de permanecer e pertencer aquele lugar e sim de ser tratado como apenas um mero corpo. Um corpo construído como um dispêndio de energia muscular, em meio a ruas, avenidas, becos, vielas, subidas, decidas, em uma cidade desigual, a qual um dos maiores desafios é se sustentar perante o seu próprio corpo.

 

Ficha técnica:

Criação, pesquisa, figurino e dança: Jessé Batista

Assistência de direção e iluminação: Sara Lessa

Colaboração artística: Valéria Nunes (AL), Marcos Mattos (MS)

 

Se eu fosse Iracema

1Comum Coletivo / RJ

* Espetáculo do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc

Data: 09/05

Local: Teatro Bruno Kiefer

Horário: 19h

 

Teatro adulto

Recomendação etária: 14 anos

Duração: 60min

 

Sinopse: O espetáculo propõe um olhar sobre o universo indígena brasileiro, transitando entre a tradição e a sua situação atual. O espetáculo usa referências que vão de mitos e rituais de várias etnias originárias do país a aspectos como a demarcação de terras e outros direitos fundamentais, muitas vezes negligenciados. O monólogo, primeira pesquisa de linguagem do 1Comum Coletivo, com atuação de Adassa Martins, dramaturgia de Fernando Marques e direção de Fernando Nicolau, questiona-se: qual a real possibilidade de convivência entre as diferenças?

 

Ficha técnica:

Intérprete: Adassa Martins

Dramaturgia: Fernando Marques

Direção, iluminação e cenografia: Fernando Nicolau

Figurino e caracterização: Luiza Fardin

Trilha sonora original e desenho de som: João Schmid

Preparação vocal: Ilessi

Escultura do busto: Bruno Dante

Operação de som: Fernando Nicolau

Operação de luz: Kadu Moura

Produção executiva: Clarissa Menezes

Idealização: Fernando Nicolau e Fernando Marques

 

Contos Partidos de Amor

Dir. Duda Maia / RJ

 

Datas: 09 e 10/05

Local: Teatro Sesc Centro

Horário: 15h

 

Musical infanto-juvenil

Recomendação etária: Livre

Duração: 60min

 

Sinopse: O espetáculo conta a história de quatro pessoinhas amorosas e ciumentas, que revelam ao público suas verdades sobre as relações humanas, através de diálogos bem-humorados, dança e música. Uma peça infanto-juvenil que apresenta canções e contos originais livremente inspirados na obra de Machado de Assis.

 

Ficha técnica:

Texto: Eduardo Rios

Direção e roteiro: Duda Maia

Intérpretes-criadores: Diego de Abreu, Isadora Medella, Luciana Balby e Tiago Herz

Trilha sonora original: Ricco Vianna

Figurino: Kika Lopes

Cenário: Diogo Monteiro

Iluminação: Renato Machado

Direção de produção: Bruno Mariozz

Produção: Palavra Z Produções Culturais

 

Nesse Mundo Maluco

Grupo Mú / RS

 

Data: 10/05

Local: Teatro Renascença

Horário: 10 e 15h

 

Teatro para a infância e juventude

Recomendação etária: Livre

Duração: 50 min

 

Sinopse: Nesse Mundo Maluco é um espetáculo poético e divertido com canções autorais que retratam a infância na sociedade moderna. A conexão afetiva e educativa entre pais e filhos; a relação da criança com ela, com os outros e o ambiente; sentimentos como o medo, coragem, tristeza, amor e alegria são alguns dos temas presentes. Com uma musicalidade diversificada, coreografias, encenações teatrais, brincadeiras e expressões da cultura popular brasileira, o espetáculo propõe uma experiência sonora-visual-interativa cheia de surpresas, cativando e envolvendo, tanto as crianças como os adultos. Com as crianças, o espetáculo busca instigar os sentidos e a imaginação e, com os adultos, acessarem a sua criança interior e refletirem suas relações com as pessoas da idade infantil. As músicas são resultado de muita pesquisa e observação do cotidiano, segundo o compositor Rodrigo Apolinário. Como referências, ele cita as obras “A psicanálise dos contos de fada”, de Bruno Bettelheim; “O Tao da Música”, de Carlos D. Fregtman, e “O homem e seus símbolos”, de Carl Jung.

 

Ficha técnica:

Músicos: Marie Jafy, Rodrigo Apolinário, Isaias Luz, Yvan Etienne

Artística, figurinos, arranjos vocais e instrumentos: Grupo MÙ

Composições musicais: Rodrigo Apolinário

Iluminação: Carol Zimmer

Orientação cênica: Rudinei Morales

Orientação coreográfica: Juliana Coutinho

Produção executiva: Raiar Produções

 

Elza

Direção Duda Maia / RJ

 

Datas: 10 e 11/05

Local: Theatro São Pedro

Horário: 10/05, às 21h, – 11/05, às 17h e 21h

 

Musical

Recomendação etária: 14 anos

Duração: 140min

 

Sinopse: O musical Elza já recebeu 38 indicações a prêmios, conquistando o Prêmio Reverência nas categorias Melhor Espetáculo, Melhor Direção, Melhor Autor e Melhor Arranjo; Prêmio APCA de Melhor Dramaturgia; Prêmio Cesgranrio de Melhor Direção e Melhor Elenco. Larissa Luz, convidada para a montagem, e outras seis atrizes selecionadas após uma bateria de testes (Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacorte e Verônica Bonfim) dividem a missão de evocar a intérprete, através do texto de Vinícius Calderoni e da direção de Duda Maia. Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet assinam a direção musical e o maestro Letieres Leite foi o responsável pelos novos arranjos para clássicos do repertório de Elza Soares. Ainda que muitos dos conhecidos episódios da vida da homenageada estejam no palco, a estrutura de ‘Elza’ foge do formato convencional das biografias musicais. Músicas recentes (‘A Mulher do Fim do Mundo’, ‘A Carne’, ‘Maria da Vila Matilde’) se embaralham aos sucessos das mais de seis décadas de carreira da cantora, como ‘Se Acaso Você Chegasse’, ‘Lama’, ‘Malandro’, ‘Lata D’Água’ e ‘Cadeira Vazia’.

 

Ficha técnica:

Elenco: Janamô, Júlia Tizumba, Késia Estácio, Khrystal, Laís Lacôrte, Verônica Bonfim e a Atriz Convidada: Larissa Luz

Direção: Duda Maia

Texto: Vinícius Calderoni

Direção musical: Pedro Luís, Larissa Luz e Antônia Adnet

Arranjos: Letieres Leite

Idealização e direção de produção: Andréa Alves

Cenário: André Cortez

Figurinos: Kika Lopes e Rocio Moure

Iluminação: Renato Machado

Design de som: Gabriel D’Angelo 

Coordenação de Produção: Leila Maria Moreno

Produção Executiva: Rafael Lydio

 

Homem de Lugar Nenhum

Teatrofídico / RS

 *Projeto Ponto de Teatro

Datas: 10, 11, 17, 18, 24 e 25/05

Local: Instituto Ling

Horário: sextas-feiras, às 20h, e sábados, às 18h

 

Teatro adulto

Recomendação etária: 16 anos

Duração: 75 min

 

Sinopse: A ideia de que política e amor são inconciliáveis é o ponto de partida para o espetáculo onde os atores Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão se encontram para discutir temas universais que estes assuntos propõem. O texto será uma colagem de autores clássicos e contemporâneos sem uma linha dramática definida e sem personagens. Millôr Fernandes, Eduardo Galeano, Júlio Cortázar, Samuel Beckett, Mário Vargas Llosa, Gabriel Garcia Marques, entre outros, darão voz política aos encontros e desencontros, às formas e construções estéticas. Já Shakespeare, Pablo Neruda, Fernando Pessoa, Arthur Rambaud, Vinícius de Moraes, Carlos Drummond de Andrade falarão de amor neste encontro nonsense.

 

Ficha técnica:

Autores: Diversos

Atuação/ Roteiro: Zé Adão Barbosa e Renato Del Campão

Direção/ Roteiro/ Iluminação: Eduardo Kraemer

Cenografia/ Adereços: Alexandre Navarro Moreira

Figurinos: Antônio Rabadan

Trilha sonora: a direção, com intervenções da contra-regragem

Vídeos/ Projeções: Daniel Jainequine

Produção: Jeffie Lopes

Realização: Casa de Teatro de Porto Alegre e Cia Teatrofídico

 

*** Esta programação tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Secretaria Especial da Cultura, Governo Federal.

 

Ingressos: R$ 40,00 (50% para estudantes, pessoas com deficiência e com mais de 60 anos)

Pontos de venda:

Online: https://institutoling.org.br

No local: Instituto Ling (Rua João Caetano, 440). De segunda a sexta-feira, das 10h30 às 22h; sábados, das 10h30 às 20h

Contato: (51) 3533 5700 / instituto.ling@institutoling.org.br

 

Clownbaré

Cabaré das Racha / DF

* Espetáculo do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc

Data: 11/05

Local: Saguão do Centro Municipal de Cultura

Horário: 22h

 

Atividade de mediação

Recomendação etária: 16 anos

 

Sinopse: Resultado de uma ação multiplicadora de saberes em circo-teatro, que se dá a partir do encontro e das partilhas entre mulheres palhaças e suas criações. Palhaças, artistas de circo, da poesia, das culturas populares e de rua das cidades são convidadas a um encontro com o trio de palhaças do Cabaré das Rachas (DF) para esta empreitada político-afetiva do humor e da palhaçaria de mulher.

 

Ficha técnica:

Direção artístico-pedagógica: Ana Flavia Garcia

Assistência de direção: Elisa Carneiro

Registro: Ana Luiza Bellacosta

Provocadoras em palhaçaria: Ana Flavia Garcia, Ana Luiza Bellacosta e Elisa Carneiro

Coordenação de Produção: Juliana Cury

 

Hotel Mariana

Cia da Palavra / SP

 

Datas: 11 e 12/05

Local: Sala Álvaro Moreyra

Horário: 19h

 

Teatro adulto

Recomendação etária: 14 anos

Duração: 70 min

 

Sinopse: Eram quase três e meia da tarde de 5 de novembro de 2015, um dia quente, como de costume no Vale do Rio Doce, quando a barragem de rejeitos de minérios de Fundão, em Mariana (MG), com cerca de 55 bilhões de litros de lama espessa, rompeu-se sobre os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Depoimentos perturbadores e surpreendentes são colocados no palco e evidenciam a simplicidade de pessoas que perderam tudo ou quase tudo o que tinham. Da criança do grupo escolar ao velho da folia de reis, do ativista de direitos humanos à aposentada que escreve poemas, somos convidados a escutar os sobreviventes que, com suas histórias, traçam um panorama político, histórico e cultural do nosso país.

 

Ficha técnica:

Elenco: Anna Toledo, Bruno Feldman, Clarissa Drebtchinsky, Fani Feldman, Isabel Setti, Letícia Rocha, Marcelo Zorzeto, Munir Pedrosa, Rita Batata, Rodrigo Caetano

Idealização e pesquisa: Munir Pedrosa  

Dramaturgia: Munir Pedrosa e Herbert Bianchi

Direção: Herbert Bianchi

Assistente de direção: Letícia Rocha

Designer de luz: Rodrigo Caetano

Operador de luz: Ricardo Bretones

Cenário: Marcelo Maffei e Herbert Bianchi

Figurinos: Bia Piaretti e Carol Reissman

Direção de produção: Munir Pedrosa

 

WhatsApp para Shakespeare

Canoas Coletivo de Dança / RS

 

Data: 11 e 12/05

Local: Teatro Renascença

Horário: 21h

 

Dança

Recomendação etária: 12 anos

Duração: 50min

 

Sinopse: WhatsApp para Shakespeare, inspirada no universo do dramaturgo William Shakespeare, parte do desejo de encenar “Sonho de uma noite de verão”, mas torna-se uma tentativa frustrada pelas breves interrupções e interferências de outros textos do autor (breves diálogos que transitam entre os temas amor e poder). A montagem questiona, com certa ironia, as relações do mundo “hiperconectado”, as comunicações interrompidas e o entrelaçamento de assuntos, tantas vezes incompreensíveis como as mensagens do WhatsApp. Na montagem se expressam e harmonizam o real e o fantástico.

 

Ficha técnica:

Concepção e Direção: Carlota Albuquerque

Intérpretes criadores: Carini Pereira, Caroline Fossá, Danielle Costa, Leslie Taubê, Leonardo Patro, Roberto Mendes, Tiago Ruffoni e Tom Peres

Artista colaboradora: Joana Wiladino

Produção: Cristina Colares Pereira

Figurino: Fabrízio Rodrigues

Iluminação: Guto Greca

Desenho de som: Álvaro Costa

Vídeomaker: Ricardo Vivian

 

Aquelas – Uma dieta para caber no mundo

Manada Teatro / CE

* Espetáculo do Circuito Nacional Palco Giratório Sesc

Data: 12/05

Local: Teatro Sesc Centro

Horário: 19h

 

Teatro adulto

Recomendação etária: 14 anos

Duração: 50min

 

Sinopse: O espetáculo remonta a história de Maria de Bil, santa popular da cidade de Várzea Alegre/ CE, assassinada em 1926 pelo seu “companheiro”, transformada em mártir, e até hoje é ícone de devoção do povo da região. No espetáculo, que mistura a história da santa com pessoalidades das intérpretes, o público é convidado a participar do preparo de um indigesto jantar envolvendo facas, carne, sangue e outros elementos, oferecidos à mesa com os corpos das próprias atrizes/performers. Uma encenação delicada e cruel que apresenta, através de quadros performativos, um caleidoscópio das diversas formas de violência de uma sociedade machista.

 

Ficha técnica:

Intérpretes: Juliana Veras e Monique Cardoso

Direção: Murillo Ramos

Textos: Juliana Veras, Monique Cardoso, Murillo Ramos, Rafael Barbosa e Ricardo Guilherme

Colaborador-provocador: Ricardo Guilherme

Direção musical: Juliana Veras

Músicas: Juliana Veras, Jonathan Silva, Monique Cardoso, Murillo Ramos e Rafael Barbosa

Cenário: Klebson Alberto e Lara Leon

Iluminação: Wallace Rios

Operação de luz: Luís Albuquerque e Wallace Rios

Edição de Vídeo: Igor Cândido