Notícias

Desenvolvimento de pessoas e atendimento no Café com Lojistas do Sindilojas Porto Alegre

12 de julho de 2019

As pessoas são o recurso mais precioso que uma empresa possui. E, por esse motivo, é essencial investir em desenvolvimento humano. Quem reforçou isso na edição do Café com Lojistas desta quarta-feira (10), que aconteceu no auditório do Sindilojas Porto Alegre, foi a expert no assunto, Fernanda Aguiar. Fernanda é consultora de empresas com foco em equipes de alta performance e gestão para resultados, professora, pesquisadora, além de líder de pessoas e gestora de processos.

A especialista destacou os principais pontos necessários para se fazer um bom atendimento, seja em uma loja ou em qualquer outro ambiente que atenda o público: engajar a equipe, ter foco no cliente e estar preparado para mudanças. O princípio disso tudo, segundo ela, é conseguir fazer com que o colaborador enxergue um significado em seu trabalho – o famoso propósito. “Quando não temos uma razão maior, trabalhamos sem vontade e as pessoas notam, resultando em um atendimento ruim. E aí entra o trabalho dos gestores, que precisam entender quem é cada um da equipe e quais são suas necessidades, buscando motivá-los sempre”, salientou.

E para extrair o melhor de cada colaborador, reforçar competências e desenvolver habilidades, existem diversas ferramentas que podem ser utilizadas, de acordo com a palestrante. Reuniões de feedback, individuais ou em grupo, a implementação de uma análise SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças) pessoal ou de um ciclo PDCA (planejar, fazer, checar e agir) são algumas delas. “Vale analisar cada situação para entender o que é o mais adequado para cada caso, pois às vezes uma reunião de feedback não funciona tão bem quanto o esperado”, ponderou. Entretanto, segundo Fernanda, uma coisa é certa: é preciso olhar com carinho para cada funcionário que não está indo bem. “Esse colaborador precisa de uma atenção especial e precisa ser desenvolvido. Hoje em dia, uma gestão autocrática não funciona mais. Não adianta apenas demitir quando não está dando certo, pois o problema irá persistir com outros funcionários e o turnover irá continuar. Excelência é uma competência que se treina todos os dias e por isso temos que treinar as pessoas”, finalizou.