Notícias

Avanço de 0,8% nos Serviços recupera recuo do mês anterior

12 de setembro de 2019

Em julho, no Brasil, conforme a Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE, a atividade de serviços avançou 0,8% em relação ao mês anterior, na série com ajuste sazonal. Para o Rio Grande do Sul (RS) houve variação de 0,6% no período. A pesquisa investiga estabelecimentos que tenham, no mínimo, 20 pessoas ocupadas e que possuam a maior parcela de sua renda oriunda da atividade de serviços.

Após a queda no mês de junho, com dado revisado de -1,0% para -0,7%, no Brasil, os serviços no mês de julho avançaram tanto no país quanto no Estado. Frente a julho de 2018, houve elevação de 1,8% no Brasil, enquanto no Rio Grande do Sul foi registrada baixa de 3,0%. Assim, o país acumulou no ano, até o mês de julho, alta de 0,8%, enquanto o estado teve baixa de 1,7%. No acumulado em 12 meses, o volume de serviços prestados cresceu 0,9% no país, já no RS houve recuo de 1,5%.

Em termos desagregados, no resultado interanual, houve recuo nas cinco atividades contempladas na pesquisa no RS. A maior queda foi verificada em Transportes (-4,4%), seguido pela retração em Outros serviços (-3,7%). Serviços profissionais, administrativos e complementares, assim como Serviços de informação e comunicação, tiveram recuo de 2,2%, enquanto Serviços prestados às famílias retraiu 1,9%. No país, quatro das cinco atividades avançaram, com destaque para Outros Serviços (10,2%); Transportes, por sua vez, registrou queda (-1,5%).

Quando se avalia o desempenho dos Serviços é importante ressaltar que na comparação interanual, o mês de julho conta com um dia útil a mais em relação ao mesmo mês de 2018, o que tem alguma influência sobre o resultado. Mesmo assim, no estado, houve queda de 3,0% nessa comparação, mantendo o recuo de 1,5% no acumulado em 12 meses. Considerando-se que os Serviços ainda estão abaixo do patamar de dezembro, -1,2% no Brasil e -3,1% no RS, os resultados dos próximos meses devem mostrar se a recuperação do setor pode ganhar fôlego no país e esboçar alguma reação no estado.