Notícias

Fecomércio-RS vai a Brasília para tratar sobre PEC da Reforma Tributária com Ministro Onyx Lorenzoni e presidente do Senado

16 de outubro de 2019

Uma comitiva gaúcha integrada pelo presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn, foi até Brasília nesta quarta-feira, dia 16, para discutir sobre a PEC 45/2019, que trata da Reforma Tributária. A primeira agenda do dia foi com o ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, para quem foi entregue uma carta com proposições à reforma, feitas pelo governador gaúcho, Eduardo Leite, além de deputados, prefeitos, empresários, produtores rurais e lideranças de classe.
 
O grupo contou com a presença de membros do governo gaúcho, deputados estaduais e representantes de entidades como Sescon-RS, Farsul, Fiergs, Federasul e Fenacon. Os senadores gaúchos Luís Carlos Heinze e Lazier Martins também integraram a reunião. Além das considerações de cada entidade, o texto contém um manifesto geral de apoio à reformulação do modelo de tributação sobre o consumo atualmente vigente no país brasileiro.
 
Na sequência, a mesma carta também foi entregue ao autor da PEC 45, o deputado federal Baleia Rossi. Sobre a alta carga tributária, o deputado federal Agnaldo Ribeiro, que é presidente da Comissão Especial da PEC 45/2019, falou que esse é um grande desafio no país. “É um fator impeditivo para a competitividade nesse país. Ou nos organizamos ou vamos ficar muito para trás. Por isso, temos que somar todos os nossos esforços para ter força política de avançar essa Reforma”, afirmou Ribeiro. O presidente da Frente Parlamentar da Agricultura, deputado federal Alceu Moreira, também endossou o coro a favor da Reforma. As entidades se colocaram à disposição para contribuir com o aprimoramento da proposta para que a aprovação seja mais efetiva e não impacte negativamente na debilitada economia brasileira. “O ponto fundamental dessa carta é a união de diferentes frentes para pedir o não aumento da carga tributária e a simplificação do sistema tributário no país”, afirmou o presidente do Sescon-RS, Célio Luiz Levandovski.
 
A luta pela pluralidade de uma reforma tributária que atenda os interesses desenvolvimentistas tão necessários para a retomada da economia, foi o destaque da conversa com presidente do Senado Federal, senador Davi Alcolumbre. O presidente da Fecomércio-RS, defendeu que o país precisa de um sistema tributário simplificado e neutro. “Lutaremos pela não cumulatividade dos impostos, a neutralização do aumento e redução da carga tributária, tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas e jamais permitir o retorno de um imposto como a CPMF”, afirmou Luiz Carlos Bohn.
 
Também participaram da comitiva, o secretário da Receita Estadual, Ricardo Neves Pereira, os deputados estaduais Frederico Antunes, Vilmar Zanchin e Gabriel Souza, e o gerente geral da Fenacon, Josué Tobias.
 

Carta entregue ao ministro Onyx Lorenzoni

Reunião com o deputado federal Baleia Rossi

Encontro com presidente do Senado Federal, senador Davi Alcolumbre

Todas as fotos estão em https://www.flickr.com/photos/fecomercio-rs/albums/72157711364831828