Newsletter

10º Festival Internacional Sesc de Música somou 30 mil espectadores em 12 dias na cidade de Pelotas

3 de fevereiro de 2020

Apresentação da Orquestra Acadêmica, com participação do Grupo Tholl, lotou o Largo do Mercado Público na noite desta sexta-feira (31/01)

 

Um grande concerto, com mais de 100 músicos e participação especial do Grupo Tholl, lotou o Largo do Mercado Público, em Pelotas, na noite desta sexta-feira (31/01), e encerrou o 10º Festival Internacional Sesc de Música. Sob a regência do maestro Evandro Matté, a Orquestra Sinfônica Acadêmica, composta por alunos do Festival, fez uma homenagem aos 250 anos de Beethoven, apresentou o Bolero de Ravel e fechou o repertório com integrantes do Grupo Tholl que subiram ao palco para conferir ainda mais cor e movimento à música de concerto.

O espetáculo reflete a forma como a população de Pelotas apoia o evento, o que demonstra a consolidação do Festival no calendário cultural da cidade nesta décima edição. Muito antes do horário marcado, centenas de pessoas de todas as idades estavam a postos, garantindo um lugar na plateia. Ocupação semelhante à maioria das 60 apresentações realizadas ao longo dos 12 dias de Festival. Para o presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, Luiz Carlos Bohn, o evento deixa um legado permanente na vida das pessoas: “É um Festival que proporciona acesso gratuito à cultura e encontramos em Pelotas um solo fértil para isso acontecer”, destacou, ao anunciar a continuidade do Festival Internacional Sesc de Música em 2021. “Este anúncio é necessário no final de cada edição, pois é um evento preparado durante o ano todo”, acrescentou.

Neste ano, mais de 30 mil pessoas compareceram às apresentações que aconteceram em importantes espaços culturais, como o Theatro Guarany, a Bibliotheca Pública e o Conservatório da UFPel. Músicos foram até hospitais, parques, asilos, igrejas, rodoviária e comunidades afastadas do centro para levar o Festival a quem não tem a oportunidade de comparecer aos espaços tradicionais. Oportunidade também para os jovens músicos que após aulas e ensaios estavam ansiosos para compartilhar a sua evolução com o público e tocar ao lado de 53 professores de reconhecimento internacional, vindos de 14 países. Foram realizados 24 cursos de 19 instrumentos, canto lírico, composição, choro, práticas de orquestra e banda sinfônica. Houve apresentações de grandes nomes da música brasileira, como André Mehmari e Hamilton de Holanda, homenagem aos 40 anos de carreira da dupla Kleiton & Kledir, concerto didático infantil e várias apresentações reunindo professores e alunos e misturando o erudito e o popular.

Além disso, alunos de orquestras jovens de oito estados brasileiros, que fazem parte de projetos sociais mantidos pelo Sesc, e orquestras comunitárias de Pelotas tiveram a oportunidade de aproveitar o ambiente de aprendizado e integração e realizaram diversas apresentações para a comunidade. Pela primeira vez, foi formada a Orquestra Jovem Sesc Brasil, que realizou um concerto ao lado do Sexteto Gaúcho no Theatro Guarany para um público de cerca de 1.200 pessoas.

Dez anos do Festival: Nestes dez anos, o Festival cresceu e se consolidou. Mais de 300 mil pessoas já assistiram a 493 apresentações desde a primeira edição, em 2011. Cerca de 2600 alunos participaram das aulas ao longo de dez edições. Professores de 24 países estiveram em Pelotas para ministrar cursos no Festival. Dentre eles, o trompetista francês Pierre Dutot, que esteve em três edições, incluindo a primeira e a décima: “Entre o primeiro ano e essa edição, houve uma evolução extraordinária em termos de qualidade dos alunos e de importância do Festival. É magnífico ver todos os concertos lotados. Há um entusiasmo enorme das pessoas”, afirma o professor.

O Festival Internacional Sesc de Música é um dos maiores da área na América Latina e tem o objetivo de incentivar o desenvolvimento da produção musical e fomentar o intercâmbio e o desfrute de bens culturais. Durante o evento, no turno da manhã, acontecem as classes (cursos); no período da tarde, os ensaios; e nos turnos da manhã, tarde e noite, apresentações com entrada franca para a comunidade. A realização é do Sistema Fecomércio-RS/Sesc, com o apoio institucional da Prefeitura Municipal de Pelotas e apoio cultural da Universidade Federal de Pelotas, Universidade Católica de Pelotas, Faculdade Senac, Bibliotheca Pública Pelotense, Unisinos, OSPA, Expresso Embaixador, Ecosul, Café 35 e Biri Refrigerantes.