Geral

Fecomércio-RS lança campanha para união de todos contra o coronovírus

7 de dezembro de 2020

Divulgação Fecomércio-RS

Entidade defende que o somatório de forças poderá vencer o coronavírus e manter o comércio funcionando

Unidos contra o coronavírus. Esse é o mote da campanha que a Fecomércio-RS lançou na sexta-feira passada, dia 4 de dezembro. O objetivo da ação é conscientizar a população, Governo e entidades sobre a importância da união de todos para evitar mais restrições no funcionamento do comércio. “Nesse momento em que aumentam o número de casos de Covid-19 no Estado, e já temos muitas restrições no funcionamento do comércio, acreditamos que só com a união de todos poderemos vencer o vírus e manter as empresas funcionando sem prejudicar ainda mais esse segmento que já teve tantas perdas. É importante que cada um faça a sua parte, pois todos somos responsáveis por vencer essa batalha”, defende o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn.

A campanha será veiculada em várias mídias e apresentará mensagens que destacam os cuidados necessários para impedir que o vírus se espalhe, como o uso de máscaras, a higienização das mãos, evitar aglomerações, entre outras medidas. “A economia gaúcha já sofreu demais com a pandemia. É o momento de todos agirem com responsabilidade para evitarmos o agravamento da situação. O comércio local precisa da atenção de todos para seguir aberto, preservando assim o emprego e a renda de muitos trabalhadores ”, alerta Bohn.

A Fecomércio-RS atuou fortemente ao lado dos empresários gaúchos a fim de minimizar os impactos causados pela Covid-19 em um dos setores mais impactados neste ano, o terciário. Entre as diversas ações desenvolvidas, propôs um protocolo de saúde para que as empresas pudessem abrir com segurança e conquistou o direito de as atividades comerciais operarem com tele-entrega e take away no início da pandemia. Defendeu a negociação do ECAD, a suspensão do ISS e ICMS e, posteriormente, a abertura dos negócios em bandeira vermelha, além de apoiar o projeto de liberação de recursos e flexibilização de garantias para crédito emergencial (PRONAMPE). Ainda liderou os debates sobre o piso regional, trabalhou pelo envio e pela aprovação das medidas provisórias de flexibilização trabalhista e conseguiu negociar as datas das negociações coletivas, entre outras ações.

Para o presidente, é essencial que, agora com o aumento do número de casos, todos ajam com responsabilidade, fazendo cada uma sua parte. “Somente com a união venceremos o vírus. A sociedade precisa assumir o compromisso de manter a Covid-19 afastada”, defende Bohn.