Newsletter

Fecomércio-RS divulga Pesquisa de Férias 2022: indícios de um veraneio melhor

22 de dezembro de 2021

 

A Pesquisa de Férias 2022 realizada pela Fecomércio-RS, que busca entender e diagnosticar intenções de viagens dos gaúchos durante o período de verão, traz sinais melhores para esse veraneio no RS em relação ao ano anterior: mais pessoas disseram que vão viajar, há uma pretensão de gastos maiores em relação à temporada anterior e o principal destino indicado foi o litoral gaúcho. Entre os entrevistados 47,8% afirmaram que pretendem viajar, ante 36,1% no ano anterior; por classes, quanto maior a renda, maior a intenção: 66,0% de todos entrevistados da classe alta, 45,0% da classe média e 29,2% da classe baixa – todos percentuais também superiores em relação a 2021, mas com aumento bem menor na classe baixa, que são os mais impactados pelo cenário atual.

Entre os que pretendem viajar, e foram capazes de comparar gastos com o ano anterior, 44,6% pretendem gastar mais ou muito mais, para 28,8% o gasto deve ser o mesmo e 26,6% acreditam que irão gastar menos ou muito menos. O índice construído a partir dessas frequências (109,9), indica um gasto médio superior ao do mesmo período do ano passado. Em termos de valores pretendidos, 45,1% pretendem gastar entre R$ 1.000,01 e R$ 3.000,00, enquanto 40,8% pretendem desembolsar até R$ 1.000,00 e 14,1% gastarão mais de R$ 3.000,00.

Para o presidente do Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac, Luiz Carlos Bohn, o cenário de veraneio neste ano está mais otimista em relação ao ano passado apesar da inflação que limita orçamento das famílias. “Na temporada de férias anterior havia dois fatores muito significativos restringindo as viagens: o medo da contaminação e o receio de chegar em algum local e ter restrições das atividades por ordem do poder público. O primeiro ponto foi diminuído significativamente pelo avanço da vacinação. Aqui no RS temos 70% das pessoas com o esquema vacinal completado. Isso aumenta a confiança e a segurança das pessoas, inclusive para viajar. E o segundo ponto é a retomada e a flexibilização das atividades. Enfim, temos boas notícias para quem está localizado no litoral gaúcho que, sabemos, é neste período que consegue a renda para se manter o ano inteiro”, afirmou. O litoral do RS foi apontado como principal destino (50,5%), seguido por outros estados (40,8%). Entre as praias gaúchas, Torres (23,7%) foi a mais citada como destino preferido, seguida por Capão da Canoa (17,2%) e Tramandaí (15,1%).

Em relação ao tempo de duração da viagem 51,1% dos entrevistados afirmam que passarão uma temporada de férias e que em 51,1% desses casos a temporada deve durar até 10 dias fora de casa. Sobre o local de estadia, a maior parte ficará em casa própria ou de parentes ou amigos (48,9%); 25,0% vão alugar casa ou apartamento e 22,8% ficarão em hotel ou pousada.

A Pesquisa de Férias 2022 foi realizada entre 9 a 22 de outubro de 2021. Foram realizadas 385 entrevistas, na principal cidade de cada Macrorregião do Estado: Santa Maria, Porto Alegre, Caxias do Sul, Ijuí e Pelotas.

Para acessar a pesquisa completa CLIQUE AQUI