Notícias

Rio Innovation Week debate a importância das pessoas na era da inovação em encontro que contou com a presença de sindicatos do RS

14 de janeiro de 2022

A inovação é fator determinante para empresas que querem se manter competitivas. Com esse foco, é essencial que dirigentes empresariais participem de encontros para debater o que de mais atual existe em diferentes segmentos. Na última semana, aconteceu o Rio Innovation Week. O encontro, que movimentou a cidade do Rio de Janeiro com mais de 500 palestras sobre o tema, contou com a participação de representantes sindicais do RS, como o presidente do Sindilojas Missões, Gilberto Aiolfi, o presidente do Sindilojas Gravataí, José Rosa, o presidente do Sindilojas Alto Uruguai, José Miola, e o presidente do Sincopeças-RS, Marco Antonio. 

O presidente do Sindilojas Gravataí, José Rosa, circulou pelo evento registrando o que de mais moderno e tecnológico existe atualmente no País e no mundo. “Vivemos em um mundo cada vez mais automatizado e voltado para a tecnologia. A evolução constante e a inovação focada no problema são soluções que precisam estar no dia a dia das organizações. Contudo, não podemos deixar de esquecer que por trás da tecnologia existe o ser humano. Precisamos dar às pessoas o sentimento de pertencimento e engajamento para fazermos a diferença no meio que estamos inseridos”, afirma Rosa.

“O foco são as pessoas. Precisamos conhecer seus costumes e seus hábitos para ter sucesso nos negócios. Na Feira, pudemos vivenciar uma gama de informações e destaques de inovação que vão desde a área da educação, até projetos sustentáveis e uma série de soluções para o setor de serviços que facilitam o dia a dia das empresas. Fidelização de clientes, como ser assertivo no público-alvo e automação de processos para aumentar o poder de decisão do empresário estão entre os exemplos que pudemos conhecer. Agradeço à CNC e à Fecomércio-RS pela oportunidade de participar de um evento tão grandioso como esse”, destaca o presidente do Sindilojas Missões, Gilberto Aiolfi.

Para o presidente do Sindilojas Alto Uruguai, José Miola, a decisão da Fecomércio-RS em participar do evento por meio dos dirigentes sindicais, em um momento em que se busca alternativas para a sustentação dos mesmos, é primordial. “No encontro, identificamos uma dezena de ferramentas que fazem a diferença na vida das empresas. Nesse contexto, os sindicatos  podem ser os elos entre os desenvolvedores e o empresário, facilitando as entregas na ponta. Foi um evento grandioso, que contou com especialistas em diversas áreas. Passaram pelo Rio Innovation pessoas de todo o País, levando muito conhecimento de um futuro que já é realidade, baseados na simplificação e modernização de processos e rotinas”, finaliza.

O presidente do Sincopeças-RS, Marco Antônio, reitera a importância das pessoas, destacando que o grande diferencial são os líderes que precisam saber conduzir as equipes para que essas consigam usar, da melhor forma possível, a infinidade de ferramentas disponíveis no mercado para facilitar a vida das empresas e da sociedade. “Precisamos saber interagir com as tecnologias e estar atento à velocidade das mudanças. Cada vez mais as empresas estão adquirindo tecnologias, mas as lideranças precisam estar preocupadas com a  capacidade de aprendizado de suas equipes. A adequação aos processos é fundamental, uma vez que precisamos estar tecnologicamente corretos, adequados ambientalmente, com adequação jurídica e pensando na viabilidade econômica”, enfatiza.

O mais completo encontro de tecnologia e inovação da América Latina teve como objetivo preparar os participantes para as transformações que as tecnologias e a inovação estão trazendo para os negócios e para a sociedade. Entre os espaços que puderam ser conferidos durante o evento, estava o Conecta, com objetivo de abordar assuntos sobre o futuro do varejo. Além disso, a Confederação Nacional do Comércio – CNC, esteve presente no Turistech Zone, mostrando como o Sistema Comércio está se reposicionando, com inovação e capacitação, para apoiar, cada vez mais, as empresas do comércio de bens, serviços e turismo. 

O Rio Innovation Week contou, ao todo, com 40 mil metros quadrados, divididos em 12 palcos simultâneos, mais de 500 palestrantes convidados, 1000 startups e incubadoras fomentando negócios, mais de 190 expositores apresentando inovações e soluções para os setores, 15 bootcamps setorizados, mentorias, exposições, workshops, networking e muitos negócios sendo gerados.