Unidos contra o vírus, todos pela vacina

 

A vacinação é um passo importantíssimo para que os brasileiros se protejam da Covid-19 e voltem às suas atividades presenciais. Por isso, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac apoia a disseminação das informações e estimula os gaúchos a ficarem atentos às orientações quanto à imunização proposta pelas secretarias de saúde de cada município.

Com a completa imunização dos idosos do Rio Grande do Sul, está iniciando uma fase bastante importante e para a qual precisamos estar também atentos: a vacinação de pessoas com comorbidades, que tem prioridade e já começou em alguns locais.

Pensando em apoiar as empresas do comércio, seus trabalhadores e a comunidade gaúcha, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac destaca nesta página a lista de comorbidades consideradas pelo Ministério da Saúde para organizar as filas de vacinação. Além disso, colocamos nossa área técnica de saúde à disposição para esclarecer dúvidas sobre esta etapa.

Fique atento às informações que recebe e acompanhe os dados sempre em canais oficiais como os disponibilizados pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual da Saúde do RS.

 

“Conforme for sendo concluída a vacinação dos idosos em cada cidade, esta importante fase já será iniciada e a nossa expectativa é que os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo estejam atentos à lista de comorbidades. Estar informado e consciente será fundamental para encaminharmos, de forma segura, a volta à nossa rotina de atividades presenciais.

Contamos com todos os gaúchos neste trabalho de conscientização e na disseminação de informações corretas e positivas. O nosso objetivo é estimular as pessoas a continuarem se cuidando e alertá-las quanto às orientações das secretarias de saúde de cada município. Só assim, organizados, poderemos vencer a pandemia.”

Presidente Sistema Fecomércio-RS/Sesc/Senac – Luiz Carlos Bohn

 

 

A Fecomércio-RS também apoia a campanha “Gaúchos Unidos pela Vacina”. O movimento é uma frente de atuação local do projeto nacional “Unidos pela Vacina”, tendo o intuito de acelerar o processo e mitigar os gargalos da vacinação no Rio Grande do Sul. A mobilização também objetiva informar e conscientizar a população gaúcha quanto à importância da vacinação (e da segunda dose) para vencermos a pandemia e, ao mesmo tempo, mobilizar entidades parceiras e grupos de comunicação locais em prol da mesma causa.

Lista de comorbidades

Confira abaixo a lista de comorbidades que terão prioridade para a vacinação, conforme a organização de cada município:

Grupo de Comorbidades Descrição
Diabetes Mellitus Indivíduos com diabetes mellitus.
Pneumopatias crônicas graves Indivíduos com pneumopatias graves, incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos, internação prévia por crise asmática).
Hipertensão Arterial Resistente (HAR) HAR= Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos anti-hipertensivos.
Hipertensão arterial estágio 3 PA sistólica ≥180mmHg e/ou diastólica ≥110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade.
Hipertensão arterial estágios 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.
Insuficiência cardíaca (IC) IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association.
Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar Cor-pulmonale e Hipertensão pulmonar. Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária.
Cardiopatia hipertensiva Cardiopatia hipertensiva (hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo).
Síndromes coronarianas Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras).
Valvopatias Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras).
Miocardiopatias e Pericardiopatias Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática.
Doenças da Aorta, dos Grandes Vasos e Fístulas arteriovenosas Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos.
Arritmias cardíacas Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras).
Cardiopatias congênita no adulto Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico.
Próteses valvares e Dispositivos cardíacos implantados Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardiodesfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência).
Doença cerebrovascular Acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular.
Doença renal crônica Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.
Imunossuprimidos Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas.
Anemia falciforme Indivíduos com anemia falciforme.
Obesidade mórbida Índice de massa corpórea (IMC) ≥ 40.
Síndrome de down Trissomia do cromossomo 21.
Cirrose hepática Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C.
Doenças neurológicas crônicas Doença cerebrovascular (acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular); doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave.

* Fonte: BRASIL, Ministério da Saúde, Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a COVID-19, 5ª edição, 2021.

Incentive a vacinação!

Baixe aqui materiais produzidos especialmente para que você compartilhe com a sua rede de contatos, mostrando seu estímulo à vacinação.

Cards para as Redes Sociais:
Card 1
Card 2
Card 3
Card 4

Cartaz A4: clique aqui para baixar. 

Stories para as Redes Sociais:
Story 1
Story 2
Story 3
Story 4
 

Campanha Unidos contra o vírus

Lançada em dezembro de 2020, a campanha Unidos contra o vírus tem como objetivo conscientizar a sociedade, governo, empresas e instituições sobre a importância da união contra a Covid-19. A economia gaúcha já sofreu demais com a pandemia. Por isso, a iniciativa reforça a importância de todos  agirem com responsabilidade para evitarmos o agravamento da situação.

A iniciativa também dá continuidade à campanha O comércio quer trabalhar, lançada em junho de 2020 com o intuito de sensibilizar a sociedade e o governo de que o fechamento das atividades comerciais não contribui na propagação da pandemia, pelo contrário, expõe empresas e famílias, sem renda, a situações que também adoecem.

Quer saber quais as ações que a Fecomércio-RS realiza para mitigar os impactos da pandemia?

Clique aqui e confira. 

Somente juntos podemos combater a propagação da Covid-19.   

Apoie a campanha
#UnidosContraOVírus

CONTATO 

 

Para outras informações e dúvidas sobre esta fase da campanha de imunização, estamos à disposição pelo e-mail ascom@fecomercio-rs.org.br